Saúde e Beleza

10 perguntas sobre Bursite

A dor da bursite no ombro é tão forte que, segundo relatos de pacientes, dá a sensação de alguém estar esfregando “vidro moído” nos ombros. Exageros à parte, a bursite no ombrodeve ser diagnosticada e tratada rapidamente para que a pessoa se recupere e volte as suas atividades normais.


10 Perguntas sobre Bursite

Cuidados com a Bursite

A dor da bursite se assemelha à dor do enfarte e, em alguns casos, uma acaba sendo confundida com a outra, principalmente se o paciente não tem antecedentes de doenças cardíacas. A bursite é mais comum entre os homens, habituados que estão a trabalhos pesados, e em adultos jovens com idade de até 45 anos, faixa etária que corresponde em geral à fase produtiva. A inflamação da articulação dos ombros pode atingir também as donas de casa até os 55 anos, período em que ainda executam muitas atividades domésticas sozinhas. Para evitar o problema que causa tanta dor, é preciso observar atentamente os movimentos inadequados realizados no dia-a-dia. O tratamento da bursite pode incluir desde um simples analgésico, passando por sessões de fisioterapia, até uma cirurgia.

1 – O que é bursite?

É uma inflamação da bursa (camada interna da articulação do ombro) que atinge os tendões e os músculos ao redor. Muitas vezes, entretanto, a dor nessa região pode ter outras origens: artrite (doença interna das articulações) ou problemas na coluna cervical (próxima ao pescoço).

2 – O que provoca a bursite?

Movimentação excessiva. Os nadadores, por exemplo, mexem bastante os braços, provocando atrito das partes moles dos tendões e músculos. As donas de casa, que passam o dia fazendo movimentos bruscos (colocam pesos em prateleiras, consertam cortinas, regam plantas e esticam o braço para alcançar objetos no alto), também são sérias candidatas à bursite. Quem já teve um derrame pode ficar com o braço mais pesado e isso facilita o desenvolvimento do problema no ombro. Pesquisas mostram ainda que a bursite, assim como outras infecções articulares, pode ter uma origem infecciosa.

3 – A dor provocada pela bursite é semelhante a de outros problemas mais sérios?

Sim. É um caso típico das chamadas dores reflexas, que de repente se manifestam numa parte do corpo, mas se referem a um órgão muitas vezes distante. Quem tem problemas no coração, por exemplo, pode sentir dor no braço, principalmente no esquerdo, incluindo o ombro.

4 – Como diferenciar se a dor é sinal de bursite ou de um enfarte?

No caso da bursite, a dor é proporcional ao movimento realizado. Ou seja, se a pessoa mexe o braço e a dor aumenta, provavelmente ela tem bursite. Se ao movimentá-lo, a dor continua igual, pode ser um sinal de enfarte. No caso da bursite, além da dor, quando a pessoa mexe o braço, é possível ouvir um rangido no ombro, como se faltasse lubrificação. Para diferenciar os dois problemas, é importante lembrar que o enfarte vem acompanhado de uma série de sintomas: falta de ar, aumento ou diminuição dos batimentos cardíacos, dificuldade respiratória, pressão alterada e suor intenso, entre outros. Na dúvida, procure imediatamente seu médico para um diagnóstico preciso.

5 – O que fazer para evitar a bursite?

Quem percebe o aparecimento de dores nos ombros deve procurar um reumatologista e, ao mesmo tempo, observar atentamente os movimentos que faz em casa, no trabalho ou durante as atividades físicas. Essa análise do movimento ajuda a melhorar a postura. Na hora de se sentar, por exemplo, deve-se escolher uma cadeira com encosto reto e que envolva bem as costas, ficar com os pés apoiados no chão e os punhos e os ombros descontraídos. Ao dormir, a pessoa deve deitar-se de lado e usar um travesseiro da altura do ombro e em um colchão que não seja muito duro.

6 – Como é feito o diagnóstico da bursite?

O importante é saber quais pontos a lesão atingiu. Para descobrir se a origem da bursite está nos músculos ou nos tendões, é feita uma ultra-sonografia. Se a suspeita recair sobre os ossos, realizam-se raios-x, tomografia ou ressonância magnética.

7 – Como é o tratamento da bursite?

O tratamento da bursite pode englobar uma ou mais etapas, de acordo com o grau da doença:

• Remédios – antiinflamatórios e analgésicos para combater a dor da bursite.
• Fisioterapia – exercícios leves para recuperação do músculo, ultra-som, massagens e aplicação de calor, que tem efeito analgésico e ajuda a conter a inflamação.
• Infiltração – injeção de substâncias à base de cortisona para combater a inflamação.
• Laser – alguns especialistas defendem o uso do laser nesses casos. Mas a literatura médica mostra que esse é um “calor de luxo”. Ou seja, custa caro e não resolve totalmente o problema de bursite.
• Repouso – em fases agudas da bursite é aconselhável que o paciente obedeça a um período de repouso que pode durar alguns dias.

8 – A acupuntura também é indicada para tratar a bursite?

Sim. A acupuntura pode ser utilizada para tratar a bursite, mas as novas tendências dessa especialidade preconizam a associação com o uso de antibióticos. É que se a origem da doença for uma infecção, a aplicação apenas de acupuntura no local da inflamação pode piorar o quadro, ajudando a disseminar o micro-organismo. Agora, quando o objetivo é somente aliviar a dor da bursite, podem ser feitas aplicações de acupuntura a distância, ou seja, em outros pontos do corpo e não no local da dor.

9 – Em que casos é indicada a cirurgia?

Quando ocorre um rompimento ou uma calcificação dos músculos ou do tendão, ou ainda quando a bursite é resultado de acidentes. Neste caso, às vezes, a consolidação da fratura não foi adequada e é necessário operar a região. Dependendo do estágio da bursite, a cirurgia pode levar de minutos a horas, o que vai determinar o uso de anestesia local ou geral. A operação é feita por um ortopedista.

10 – Fatores emocionais podem provocar a bursite?

Sim. As pessoas muito tensas costumam ter o quadro agravado. São comuns relatos em consultórios de pessoas com bursite durante períodos de muito stress. Algumas vezes, não há nenhuma alteração anatômica na região e a pessoa continua sentindo dor durante a fase de stress.

Estas informações são apenas para fins ilustrativos e não devem ser consideradas conselhos médicos. Antes de se submeter a qualquer tratamento, procure o aconselhamento do seu médico ou algum profissional de saúde.


Leia também...

O que é Quitosana?
A Quitosana é uma fibra formad...
Olho seco: sintomas e tratamento
A sensação de olho seco é algo...
Colágeno: para que serve?
O colágeno é uma classe de pro...
Cabelos: dicas para crescer
Sobre o crescimento dos cabelo...
O que é Aplique de Cabelo? Quais as técnicas de Aplique de Cabelo?
Com um aplique de cabelo é pos...
Pontas duplas nos cabelos: como surgem?
Para entender como surgem as p...
Tatuagens tribais - fotos e desenhos
As tatuagens tribais são cons...
Victoria’s Secret: cremes e perfumes famosos no mundo inteiro!
Victoria’s Secret é o nome de ...
Chá Verde e seus benefícios para a saúde
Os benefícios do chá verde são...
Pressão Ocular alta e normal - sintomas
A Pressão Ocular é deve ser av...
Pele Oleosa: 10 cuidados para tratamento do rosto
Descubra com estes “10 cuidado...
10 Dicas de Tatuagens masculinas: fotos, desenhos e significados
Uma seleção de 10 dicas de tat...
Bookmark and Share

Deixe um Comentário